Frida e Badock, amores da mamãe!
Olá! Sejam todos muito bem vindos ao blog Patógrafo. Podem entrar que o "canil" é de vocês. Sou mais uma apaixonada por cães e criei este blog Patógrafo (para quem não sabe, patógrafo significa autógrafo de cães...rs rs rs...) para falar mais desses seres maravilhosos e queridos! Então, participem, opinem e debatam nesse "canil" aconchegante!
Lambeijos...

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Falta de censo animal inviabiliza controle de cães abandonados

Miriam Miranda, fundadora da ONG Vira Lata Vira Vida, é a entrevistada da semana

A falta de um censo animal inviabiliza a criação de políticas públicas para o controle de cães abandonados nas ruas de Piracicaba. A cidade nunca realizou uma contagem oficial e as estimativas são imprecisas. Sem o número e com uma população animal cada vez maior, os canis mantidos tanto por voluntários como os administrados pela prefeitura estão superlotados e sem estrutura para receber novos cães. O pensamento, com ar mais realista do que pessimista, é da designer Miriam Miranda, que há dois anos criou a organização não governamental (ONG) Vira Lata Vira Vida.

O abrigo não é a melhor solução, mas, infelizmente, acaba sendo a única opção a curto prazo. O correto é a castração destes animais e a conscientização da população. Mas sem números concretos não se consegue pensar em um plano amplo. Quando há a castração, tem de se pensar em todo o trabalho pós-operatório. Não é apenas a cirurgia em si”, diz Miriam.

A ONG conta atualmente com 389 cães. A estrutura seria para, no máximo, 300 animais. A maior parte deles foi abandonada pelos proprietários. Muitos são idosos ou apresentam algum tipo de deficiência. Um dos trabalhos feitos pela entidade é levar estes cães a feiras de adoções para mostrar ao público que eles podem ser acolhidos.

video

Adoção à distância
Outra opção para as pessoas que querem colaborar é a adoção à distância. O interessado deposita um valor mensal à entidade e pode fazer visitas ao local e também levar o cão para passear. “Se cria uma identidade entre o cão e a pessoa. São pessoas que gostariam de ter o animal, mas que não têm esta possibilidade, seja por falta de tempo ou de espaço”.

video

Cuidados com os animais
Todos os cães colocados para adoção são castrados e vacinados. Um dos voluntários da ONG vai até a casa em que o cão ficará e faz um diagnóstico do local. Em alguns casos, algumas adequações são feitas e, caso o espaço não comporte o tamanho do animal, a adoção não é realizada.

video

Fonte de renda
Os remédios doados pela prefeitura são a única ajuda governamental. O restante é custeado por voluntários e pela venda de produtos, como camisetas e chinelos. Os produtos podem ser vistos no site da entidade: http://www.viralataviravida.org.br.

video

Censo
Qualquer projeto realizado precisa partir de um número. Miriam diz ainda que o abrigo não é a melhor solução, pois gera grandes problemas financeiros e ambientais.

Por Bernardo Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário