Frida e Badock, amores da mamãe!
Olá! Sejam todos muito bem vindos ao blog Patógrafo. Podem entrar que o "canil" é de vocês. Sou mais uma apaixonada por cães e criei este blog Patógrafo (para quem não sabe, patógrafo significa autógrafo de cães...rs rs rs...) para falar mais desses seres maravilhosos e queridos! Então, participem, opinem e debatam nesse "canil" aconchegante!
Lambeijos...

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Criminosos chantageiam família que perdeu cachorro em SP

Casal colocou dados pessoais na internet para recuperar o animal.
Especialista em segurança recomenda ter cautela aos divulgar informações. 

"Procura-se cachorro perdido, paga-se bem". O anúncio, divulgado quando as pessoas perdem o animal de estimação, geralmente vem com número de telefone e e-mail para contato. Pois os criminosos estão aproveitando essas informações e aquelas colocadas nas páginas de relacionamento para aplicar golpes. Em São Paulo, a busca por um cachorro perdido virou caso de polícia. 

Veja o vídeo:

video

Confiantes, cheios de energia, curiosos. Em poucos minutos eles se afastam do dono e foi assim que Bruno, o boston terrier de estimação de Camila Capel e Malton Ferreira, desapareceu no Parque do Ibirapuera, Zona Sul de São Paulo. Eles logo começaram uma busca desesperada: pediram a ajuda de amigos, espalharam cartazes, colocaram anúncios em sites na internet.

Tudo com número do telefone, e-mail de contato, oferta de uma boa recompensa, informações que o casal considerava básicas. Mas, alguém começou a responder aos e-mails, dizendo que estava com o cachorro, e começou a fazer ameaças.

Os e-mails começaram perguntando com qual o valor mais alto que você pode pagar. Sempre nesse tom que assusta a gente, que já está vivendo esse pesadelo da perda do cachorro”, disse Ferreira.

Camila acha que o criminoso fez uma busca na internet e acabou descobrindo informações que ela não gostaria de ver expostas. “Você acaba se expondo, estando sensível, e tem gente que se aproveita dessa situação. Hoje quando você se cadastra em uma rede social, em site de procura, você não imagina as situações que podem acontecer”, contou Camila.

Com medo, o casal procurou a polícia e também alertou seguranças do local onde trabalha. A história da Camila e do Malton mostra o quanto as pessoas estão expostas e vulneráveis na internet. Uma foto, uma frase, dados pessoais podem ser usados por alguém no futuro contra quem fez essa divulgação.

O coronel da polícia José Vicente disse que é impossível ficar de fora das redes de relacionamento, mas recomendou que os usuários nunca coloquem fotos, endereços, locais de trabalho. “Tem criminoso especializado em vasculhar a internet.”

Fonte: www.g1.globo.com

Por Michelle Mello do Blog Patógrafo:  Além do sofrimento da perda do cão, os donos ainda tem que passar pelas chantagens desses criminosos. Onde esse Brasil vai parar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário