Frida e Badock, amores da mamãe!
Olá! Sejam todos muito bem vindos ao blog Patógrafo. Podem entrar que o "canil" é de vocês. Sou mais uma apaixonada por cães e criei este blog Patógrafo (para quem não sabe, patógrafo significa autógrafo de cães...rs rs rs...) para falar mais desses seres maravilhosos e queridos! Então, participem, opinem e debatam nesse "canil" aconchegante!
Lambeijos...

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Cadela vira mãe adotiva e dá de mamar a três porquinhos

Mãe dos filhotes de leitão, que vivia no sítio vizinho ao da vira-lata, os rejeitou após o parto

video

A vira-lata Julie, de 2 anos, mal se esparrama pelo chão da chácara em que vive, no bairro Nova Suiça, em Piracicaba, e os três filhotinhos chegam faceiros para a disputada mamada. A feição da cadela de quem pouco entende o que está acontecendo, entretanto, denuncia o traço inusitado da cena: os filhotes, na verdade, são três porquinhos que foram rejeitados pela mãe há 10 dias.

A história de Julie com os leitõezinhos começou quando os filhotes da porca, que mora na chácara vizinha, deixaram de ser amamentados. "A porca deu seis crias e eles estavam morrendo de fome, estavam fracos porque ela não queria amamentar. Três deles morreram e o vizinho trouxe os outros três aqui pra gente ver se conseguia dar o leite na mamadeira para eles", conta o caseiro Jorge Antônio Cortez.


Mas, exigentes, os filhotes não aceitaram a mamadeira e Cortez conta, de forma bem humorada, que a solução logo veio a sua cabeça. "Na hora que eles recusaram a mamadeira, eu falei pra trazer a Julie e tentar dar de mamar para os porquinhos. Foi na hora.. e deu tudo certo. A Julie salvou a vida dos porquinhos", comemora.

A vira-lata bonachona estava com leite porque deu cria há pouco mais de um mês. Os porquinhos, agora fortes e bem dispostos, já se alimentam com o leite colocado por Cortez em uma vasilha. Porém, os filhos adotivos de Julie não abandonaram a amamentação. "É só colocar ela deitada que eles vão direto pra mamar nela. Eles são muito carinhosos com ela. Ela também trata eles como se fossem seus filhotes", diz o caseiro.

A veterinária Marianna Ricciardi Curi, do zoológico municipal, diz que este tipo de "adoção" é incomum, sobretudo, em espécies com parentesco tão distante. "Existem outros animais bem mais próximos do porco que o cachorro. A própria cabra, por exemplo", explica.

Marianna lembra, entretanto, que esta amamentação entre mamíferos de espécies distintas não é prejudicial. "Mesmo o leite sendo de outro mamífero, ainda assim, é melhor que leite de vaca in natura e leite de caixinha". Além dos nutrientes, a médica explica que a mamada certamente renderá outros frutos. "Eles vão criar um vínculo com ela e ela também. Com certeza vão se apegar, principalmente, se viverem juntos".

Fonte: www.eptv.globo.com

Um comentário:

  1. FELIZ E AUBENÇOADO DIA DO AUMIGO!!!!
    LAMBEIJOS FELIZES DA BRENDA.

    ResponderExcluir